Eu escolho o amor

maos-formando-coracao-mat

Escute o que eu estou lhe dizendo, eu não vou ficar repetindo ou correndo atrás de você para dizer mais vezes. Eu estou aqui de peito aberto para pedir desculpas pelo que eu fiz.

Não faça esta cara, eu sei que o magoei, eu sei que destruí o que havia entre nós. Acredite, eu sei. E eu lamento.

Eu não fui leviana, não vou mentir e dizer que foi algo sem significado para mim. Não foi.

Eu não o trairia se não fosse com alguém que realmente houvesse me tirado do meu centro. E acho que você sabe disso, pois me conhece muito bem.

Fiz a escolha de seguir sem esta pessoa em minha vida e doeu. Não fiz esta escolha por você e nem pelo nosso filho que eu carrego em meu ventre. Eu fiz por mim. Eu preciso de paz. Até por isso estou aqui para deixar tudo esclarecido entre nós. Eu sinto muito pelo rumo que tudo tomou.

Olha pra mim. Não é fácil estar aqui dizendo tudo isto.

Não, eu não quero que você diga “eu te perdoo”. Eu quero que você perdoe de verdade e não precisa nem me dizer, se não quiser. Eu não preciso do seu perdão para seguir em frente. Eu não preciso, de verdade. Eu me perdoei e isso era tudo o que eu precisava para viver minha vida daqui para frente. Mas se você me perdoar vai conseguir viver sem tanto ódio e isso vai ser melhor para você. Vai parar de se destruir aos poucos como tem feito. Eu não suporto ver você assim.

Não estou aqui pedindo o perdão para depois pedir que volte para mim. Eu não quero comigo alguém que me culpe por sua infelicidade, que me odeie. Eu escolhi o amor, é isso que eu quero para a minha vida e para a vida de nosso filho.

Não torça os olhos, não ouse. Nosso filho sim. Você é homem suficiente para admitir que estava lá e o fez comigo e não havia ninguém entre nós dois, nem física e nem sentimentalmente. Tudo aconteceu depois, você sabe. Não use meus erros como desculpa para condenar nosso filho. Ele não tem culpa.

Aliás, só fique na vida dele se o amar. Senão pode ir. Eu tenho amor suficiente para dar a ele. E ele o amará, assim como eu o amo.

Eu lamento, mas você não pode fazer nada com relação a isso. Não pode nos impedir de lhe amar. Esta é a nossa escolha, aceite-a e viva como achar melhor.

 

Publicação original no Scribe.
Imagem disponível em: <http://todateen.uol.com.br/tt/wp-content/uploads/2015/08/maos-formando-coracao-mat.jpg&gt;. Acesso em: 17 de maio de 2016.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s